Saiba quais foram as linguagens de programação mais populares em 2018

Saiba quais foram as linguagens de programação mais populares em 2018

Todo programador e empresa possui uma linguagem preferencial por dominá-la melhor do que outras. Porém, nem todos os projetos permitem essa conveniência. Além disso, por mais que inovações surjam, o mercado tende confiar nas linguagens já estabelecidas.

Para medir e avaliar o desempenho e preferência dos profissionais e empresas do setor, a New Relic realizou uma pesquisa para saber quais são as linguagens consolidadas e em ascensão. O objetivo é entender como os softwares e tecnologias impactam o mundo das linguagens de programação.

Em 2018, os microsserviços, nuvem e outras tecnologias não desbancaram os principais líderes de 2014, o Java e Phyton. Embora seja difícil estabelecer um critério de excelência para as linguagens de programação, o próprio mercado acaba indicando as melhores ferramentas.

Tendência de softwares

Considerando os resultados das pesquisas foi possível verificar duas tendências em 2017: a abordagem multilinguagem na programação de softwares e a migração da indústria para microsserviços e conteiners.

Essas crescentes tendências tornaram-se óbvias, afinal, o objetivo é ter equipes trabalhando simultaneamente dentro de um aplicativo sem comprometer a raiz da aplicação. Ou seja, cada linguagem trabalha com uma função específica dentro do aplicativo.

Outra tendência interessante é a mudança na Microsoft quanto a linguagem. Após aderir ao GitHub a companhia começa a caminhar para o código aberto. O próprio software .NET Core permite que um usuário de Linux, por exemplo, possa executar C# sem taxas de licenciamento.

Linguagens mais usadas

Para realizar a pesquisa, a New Relic fez um levantamento das ofertas de emprego em 2018 nos EUA pela plataforma Indeed. Além disso, também foi considerado uma pesquisa realizada pela HackerRank, com aproximadamente 39 mil desenvolvedores e profissionais do setor em 2017.

O resultado revelou que tanto profissionais quanto empresas não estão dispostas a aventuras heterodoxas e estão confortáveis com suas linguagens atuais.

Em outra pesquisa online de 2018, programadores foram questionados quais linguagens eles estavam considerando usar no próximo ano. O Phyton liderou com 18% dos entrevistados, seguido pelo Go com 17%. Além disso, 37% não consideravam mudar a linguagem atual.

Segundo o HackerRank, o Java é responsável por boa parte das operações no setor financeiro, enquanto o C # lidera nos serviços governamentais. De acordo com o The Economist, o Phyton está se tornando a linguagem de programação mais popular do mundo.

Já em pesquisa realizada pela IEEE, Stack Overflow e a RedMonk, cada funcionário tem sua própria metodologia para chegar na linguagem ideal.

3 linguagens para ficar de olho

Quem pretende se antecipar para saber quais serão as linguagens de programação do futuro pode começar a acompanhar de perto o Go, Elixir e Julia. O Go foi desenvolvido para resolver deficiências do C e C++ e uso na nuvem sem servidores.

Já o Elixir é voltado para o desenvolvimento na web e o domínio da linguagem. Hoje em dia é sinônimo de profissional bem pago. A proeminente Julia foi criada no MIT para combinar os melhores recursos de linguagem de programação, entre eles o Ryby, MatLab, C, Python, R e outros.

Começar a aprender uma linguagem nova pode ser desgastante e até mesmo desagradável, porém, mesmo que algumas linguagens se mantenham no topo hoje, não é possível frear a evolução e inovação tecnológica.

Esse artigo foi útil para você? Compartilhe.

Deixe uma resposta

Fechar Menu